a a a

19.4.07

vou ali e volto já (04/04/07)

Havia um feriado no meio do caminho... E como sol, caiu sobre nós a possibilidade de um apartamento desabitado no continente, em Floripa. Perfeito para nós, sobretudo porque estaria disponível em um dia conveniente também para nossa acolhedora, que iria viajar. Enfim, se tudo tivesse dado certo, também seria engrandecedor, poderíamos conhecer mais uma face da cidade. Chegamos a nos despedir, trocamos agrados, dentre galinhas, farofa de grãos (receita da mãe da Su), biscoitos integrais para levarmos na viagem, até uma plantinha.

Enquanto jogávamos as coisas no carro, Sumara e um colega da Eco & tao visitaram uma obra, projeto deles. E voltaram quando pensávamos em partir. Quando o fusca deixou a garagem ela balançou a mão, com seu sorriso sereno. Os olhos meio caídos, soltei um beijo com os dedos. E seguimos para a UFSC, pois lá era o combinado para que encontrássemos nosso amigo, do apartamento. Além disso, precisava pegar meu tênis que havia esquecido...

E foi como um rápido passeio: a história desandou. Readquirimos o sapato, emprestamos uma extensão para um dos estudantes (preparavam uma festa) e jantamos no R.U. Estávamos famintos, era comer para pensar melhor no que fazer, ir ou ficar, procurar um lugar, ou voltar para Jurerê. E achamos mais prudente evitar a estrada no feriado, queríamos conhecer um pouco a Floripa do outro lado, mas enfim, também queríamos sossego, para alento do chão caído. E voltamos para a casa da Su, que foi um amorzinho conosco... lado bom de voltar foi continuar a empreitada de organização e receber um novo abraço de reencontro...

[uma nova companhia de viagem: uma muda de babosa, que Su nos deu, e batizamos de ‘Barbosa’, em homenagem ao personagem de Ney La Torraca, do exinto TV Pirata]

a

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home