a a a

25.9.07

hogar luján (27/07/07)

Dia exato. 3 meses de carta verde, vencido. Teto, lar, enfim. Por mais tempo, por mais vida, por muitas manhãs? Primeira manhã em casa. Casa, enfim. Mãos ávidas, vontade louca de construir. De mexer, de plantar, de fazer canto, de cozinhar. Celebrar; fase nova. Ter um endereço? Ter um lugar. Necessidade de parar, necessidade de ficar. Estática. Inércia. Do corpo, d’alma. Cabeça cansada, saturada, esgotada, desmantelada, carente de cotidiano. Fazer parte da casa. Limpá-la com bicarbonato. Perfumá-la com burro. Mimetizar as energias, mimetizar a comunicação. Não se pode e não é saudável ir contra a natureza. E a nossa natureza, por hora, pedia para parar.
bruschetta
konidomo

nueva cocina
konidomo

com um tiro só
konidomo

tarde de asado
konidomo

çá-minina
konidomo

entupiu
konidomo

em casa
konidomo
a

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home